Imprimir

Nesta última edição, que aconteceu nos dias 28 e 29 de novembro de 2013 em Augustinópolis/TO, diversas situações foram debatidas e as experiências de enfretamento para os conflitos socioambientais do Cerrado mereceram um olhar mais atento dos participantes. 

As propostas de construção de hidrelétricas e barragens, a expansão dos monocultivos e a ausência de articulação política a nível local, estadual e nacional foram apontadas como causas dos principais conflitos da região. Como exemplo de resistência e conquista, o destaque foi para as quebradeiras de coco babaçu que criaram o movimento ‘Babaçu Livre’, onde a forte participação das mulheres permitiu o acesso às propriedades privadas para coleta do coco.

Cerca de 150 representantes indígenas, quilombolas, quebradeiras de coco, pescadores(as) artesanais e agricultores(as) familiares, do Tocantins, Maranhão, Piauí e Pará estiveram presentes no evento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: Fernando Tatagiba

 

Foto: Fernando Tatagiba

 

Foto: Fernando Tatagiba

 

Foto: Fernando Tatagiba

 

Foto: Fernando Tatagiba

.
 
Imprimir

Os conflitos socioambientais foram temas abordados no evento, que recebeu o nome de “Coalizão Cerrado e Pantanal”. Indígenas, pequenos agricultores, quilombolas, quebradeiras de coco e extrativistas alertaram para a destruição das áreas nativas e, consequentemente, a perda da cultura tradicional dessa população. O encontro aconteceu entre os dias 08 e 12 de novembro de 2013 e os participantes defenderam que é preciso pensar em modelos sustentáveis, como a agroecologia e o extrativismo. Outra solução apontada por eles foi a implantação de politicas públicas em prol da conservação do Cerrado e Pantanal e incentivos para o uso e valorização das riquezas naturais. 

Durante o evento foi realizada uma feira de produtos ecossociais. Cerca de 30 estandes comercializaram produtos alimentares nativos já beneficiados e processados, bem como artesanatos e cosméticos de várias organizações comunitárias. A festa dos povos e comunidades tradicionais também foi uma atração que recebeu diversas danças folclóricas e apresentações musicais, contribuindo para a promoção de cultura e sustentabilidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.
 
Imprimir

A Rede Cerrado, em parceria com o Instituto Rosa e Sertão e a Fundação Pró-Natureza (Funatura), realizou o seu I Encontro Regional, na Chapada Gaúcha/MG, no período de 11 a 13 de julho. Em sua primeira edição, o Encontro Regional da Rede Cerrado, integrou ao tradicional Encontro dos Povos do Grande Sertão Veredas, que há 12 anos é promovido nesta região. Além de ser uma excelente oportunidade para a troca de experiências e articulação de pautas de diferentes grupos sociais, a iniciativa teve como objetivos qualificar as entidades para atuação nos espaços de incidência política, mapear os conflitos socioambientais da região, identificar mecanismos e ações para promover a segurança das comunidades ameaçadas e levantar subsídios para proposição e  revisão de instrumentos normativos tendo em vista a construção de um marco legal para o Cerrado.

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.
 
Imprimir

Com mais de 100 lideranças indígenas e de comunidades tradicionais, este Encontro Regional da Rede Cerrado aconteceu em Luziânia-GO, nos dias 28 e 29 de setembro de 2013, e debateu sobre os conflitos socioambientais do Cerrado e suas consequências. 

O alvo principal de críticas apontadas pelos indígenas presentes no evento foi que o ataque aos direitos territoriais dessas populações parte da bancada ruralista no Congresso, do lobby de grandes empresas de mineração e energia, que pretendem dificultar ainda mais a criação de novas áreas e restringir os direitos de povos indígenas, quilombolas e outras populações tradicionais sobre suas terras, com a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 215. Eles reivindicaram também a omissão do governo frente ao agronegócio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.
 
Imprimir

A Rede Cerrado, em parceria com a Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, realizou o seu Encontro Regional – Etapa Distrito Federal / Goiás, na vila de São Jorge na Chapada dos Veadeiros/GO, no período de 26 e 27 de julho. Com objetivo geral de aprofundar os posicionamentos e definir estratégias de ação para a conservação do bioma e a justiça social dos povos e comunidades tradicionais, o evento mobilizará 150 representantes indígenas, quilombolas, geraizeiros, vazanteiros, quebradeiras de coco, agricultores familiares, além de organizações da sociedade civil. Nesta edição, o Encontro Regional da Rede Cerrado, integrou ao XIII Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, que há 13 anos é promovido nesta região. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.
 
 

Agenda

loader

Vídeo

REDE CERRADO

SHCGN CLR Quadra 709 Bloco "E" Loja 38 

Brasília - DF  - CEP 70.750-515 

(61) 3327.8085 O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.