O CEPF (Critical Ecosystem Partnership Fund), em português Fundo de Parcerias para Ecossistemas Críticos, investe em hotspots de biodiversidade. Esse investimento consiste em um processo de mapeamento e especificação de um determinado ecossistema durante o período de um ano, chamado de perfil do ecossistema, para embasar a implementação de subsídios para organizações da sociedade civil por um período de cinco anos, com vistas a contribuir com a conservação do bioma.

Em junho de 2013, o conselho do CEPF aprovou o bioma Cerrado para desenho de perfil e posterior investimento. A região de Cerrado do Brasil corresponde a 21% do país, é a mais extensa floresta-savana na América do Sul. Com uma estação seca pronunciada, apresenta um grande número de espécies de plantas adaptada a sua dinâmica, e um número surpreendente de espécies de aves endêmicas. Grandes mamíferos como o tamanduá, tatu-canastra, onça-pintada e o lobo-guará também vivem aqui, mas estão competindo com a rápida expansão da fronteira agrícola do Brasil, já que 1/4 de todos os grãos produzidos no Brasil são cultivados no Cerrado. Pecuária é outra grande ameaça à região, com quase 40 milhões de cabeças de gado. No total, 37,3% do Cerrado já foi totalmente convertida para uso humano, enquanto 41,4% adicionais são usados para pastagem e produção de carvão. Hoje, um número estimado de 21% da vegetação original permanece intacto. A diversidade sociocultural do bioma é igualmente surpreendente, mais de 60 etnias indígenas estão presentes, além de diversas comunidades tradicionais, quilombolas e de agricultores familiares. Estes povos detêm conhecimentos ligados à biodiversidade, ao clima e aos ambientes de Cerrado, conhecimentos esses também ameaçados pelo avanço do agronegócio.

Assim, em outubro de 2014, foram iniciados os trabalhos e planejamento do perfil do Cerrado sob a liderança da Conservação Internacional (CI) e do Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN). Ele vai ser composto por um processo amplo de consulta para definir prioridades de ações de conservação, e de fortalecimento e envolvimento da sociedade civil na conservação da biodiversidade e desenvolvimento econômico sustentável. O processo de consulta será caracterizado por uma abordagem bottom-up(de baixo para cima), capturando as perspectivas, prioridades e necessidades de desenvolvimento de capacidade das partes interessadas, tais como ONGs e grupos comunitários, bem como do governo, a indústria de agricultura, setor privado, doadores e atores da sociedade civil internacional.

Os resultados deste processo serão apresentados em um documento que será o perfil do ecossistema para o Hotspot de biodiversidade do Cerrado, composto por uma análise situacional, baseado em uma revisão de prioridades de biodiversidade e ameaças, ambiente de política, contexto da sociedade civil e os padrões de investimento de conservação por outros financiadores. A partir dessa análise também serão apresentadas as estratégias construídas e acordadas em conjunto com parceiros locais para investimentos geográficos e temáticos. 

O perfil do ecossistema:

• Pretende assegurar amplo acordo científico sobre as prioridades biológicas de conservação.

• Descreve fatores socioeconômicos que impulsionam as ameaças aos recursos naturais.

• Fornece uma visão geral da sociedade civil como um potencial parceiro para a conservação.

• Define a estratégia de nicho e investimento do CEPF.

• Define os indicadores biológicos de base relacionados com a biodiversidade, ameaças e sociedade civil contra o qual a carteira de concessão será monitorada.

Este estudo deve ser finalizado e aprovado pelo conselho de doadores do CEPF até o final de 2015, quando também deverá aprovar um montante para investimento na região por cinco anos visando implementar a estratégia de conservação definida pelo perfil do ecossistema.

Para maiores informações sobre CEPF: www.cepf.net

 

Fonte: ISPN

.

Agenda

loader

Vídeo

REDE CERRADO

SHCGN CLR Quadra 709 Bloco "E" Loja 38 

Brasília - DF  - CEP 70.750-515 

(61) 3327.8085 O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.